Quando recorrer ao psicólogo...

Quando deve recorrer?!

. Sente um permanente isolamento, alheamento da realidade, incapacidade em decidir e agir, acha que tudo à sua volta está a ficar um caos?

. Enfrenta uma permanente dificuldade em comunicar com os outros (o seu companheiro ou a sua companheira; os seus filhos; as pessoas no seu emprego; a família ou os amigos) e acha que não descobre ( ou perdeu ) um sentido para a sua vida?

. Vive um momento sensível da sua vida: gravidez ou pós-parto sobressaltados; eminência de separação do casal; incapacidade de lidar com as crianças; "guerras" de adolescência; perturbações da sexualidade; luto ou solidão?

. Quer ajuda para organizar as ideias e as acções; precisa de um "ouvido atento" para escutar o que tem a dizer, e depois lhe devolver as questões de um modo que se tornem inteligíveis e úteis para si?

Então... este é o momento de tomar a iniciativa e marcar uma consulta. Ou, antes disso, pode desabafar a aflição que sente, aqui mesmo (mariojorge.psi@gmail.com), com os seus comentários. Experimente. Nada tem a pagar. E esse seu desabafo está, para todos os efeitos, abrangido pela confidencialidade do Psicólogo.